Cooperativismo é reconhecido pela UPF – Federação para a Paz Universal, órgão internacional ligado à ONU

A partir do dia 15 de abril de 2016, passei a integrar uma rede global de líderes, presente em mais de 190 países, representando a diversidade étnica, racial e religiosa da família humana e todas as disciplinas de empreendimento humano. No mundo todo, os Embaixadores da Paz já somam mais de 50 mil indivíduos, entre diplomatas, clérigos, líderes civis, atuais e ex-chefes de Estado.

A solenidade de titulação foi realizada na Câmara Municipal de Vereadores da cidade de Palhoça, na Grande Florianópolis, durante o 2º encontro de Embaixadores da Paz e a 5ª reunião Pública pela Paz, onde recebi a diplomação ou certificação como Embaixador da Paz Mundial pela UPF – Federação para a Paz Universal, órgão lidado à ONU – Organização das Nações Unidas.

Fui indicado para exercer essa nobre missão de vida, através de um processo de qualificação junto à UPF – Federação para a Paz Universal, Regional América do Sul, com sede em São Paulo – SP. Após as devidas pesquisas, análises e comprovações do meu currículo, histórico e síntese biográfica, recebi aprovação sem ressalvas pela Secretaria Regional – América do Sul, e me foi concedido então o título de Embaixador da Paz.

O título recebido tem relação direta com o meu histórico pessoal e profissional há 25 anos no associativismo e no cooperativismo brasileiro. É fruto de muito trabalho e realizações concretas, para ajudar a melhorar a vida das pessoas e cooperar na construção de um mundo melhor.

É um trabalho que envolve mais de duas décadas, no sentido de unir pessoas em torno de objetivos comuns, em prol do bem coletivo. Iniciei esses trabalhos aos 21 anos de idade, já atuando como Sócio Fundador de uma Associação Comunitária Rural, e dois anos mais tarde (aos 23 anos de idade) já estar atuando como Sócio Fundador e primeiro Presidente de uma Cooperativa de Crédito.

Pesou positivamente também, o fato de eu ter nascido e crescido na área rural de um pequeno município do interior de Santa Catarina (São José do Cerrito – SC, na Comunidade Rural denominada “Santa Catarina”, distante 32km da cidade), em uma região que na época (1992), estava praticamente “abandonada”, sem estradas (ligação asfáltica), agricultura familiar descapitalizada, comércio “quebrando”, enormes dificuldades de acesso à educação, ao crédito e carente de todo tipo de incentivos.

Mesmo tendo nascido e crescido em um local com pouquíssimas oportunidades de estudo e desenvolvimento, aos 10 anos de idade, saí de casa para poder estudar, fui para o Seminário Salesiano, a 200km de distância e lá adquiri o gosto pelo estudo e pela leitura, pelo associativismo e cooperativismo. Com muito esforço e dedicação, consegui concluir três faculdades (Administração, Ciências Contábeis e Gestão de Cooperativas), um MBA em Gestão Empresarial, Mestrado em Direção Estratégica, além da formação e atuação como Coach, Palestrante e Professor.

Destaque nessa história de vida, foi também o fato de que cheguei a deixar, juntamente com os outros Sócios Fundadores da Cooperativa de Crédito, nossos bens (terrenos rurais) hipotecados em um banco, em uma cidade próxima, para garantir o primeiro repasse de recursos para os agricultores associados. E também por realizar todo esse trabalho em prol do bem das pessoas, sem remuneração, sem retorno financeiro, por amor a uma causa, pelo espírito legítimo de cooperação.

Após a constituição da primeira Associação e da primeira Cooperativa de Crédito, trabalhei também na constituição e estruturação de outras Cooperativas de Crédito singulares em Santa Catarina. Dessa forma, já exerci nessa área as funções de sócio-fundador, presidente, gerente geral, contador, consultor e também possuo experiência como inspetor em cooperativa central de crédito.

A missão de vida dos Embaixadores da Paz

Os Embaixadores da Paz são indivíduos cujas vidas exemplificam o ideal de vivência em benefício da coletividade, e que se dedicam à promoção de valores morais universais, forte vida familiar, cooperação inter-religiosa, harmonia internacional, mídia de massa responsável e o estabelecimento de uma cultura global de paz.

Transcendendo barreiras raciais, nacionais e religiosas, os Embaixadores da Paz contribuem para a realização da esperança de todas as idades, por um mundo unificado de paz, onde as dimensões espirituais e materiais de todas as realidades são harmonizadas.

Os Embaixadores da Paz representam a diversidade étnica, racial e religiosa da família humana, bem como todas as disciplinas do empreendimento humano. Eles atuam inspirados por uma base comum de princípios compartilhados, e são comprometidos com a tarefa de promover a reconciliação, ultrapassando barreiras e construindo a paz. Pessoas com qualidades de liderança em sua esfera de atividade, como: religião, política, comunicação, universidade, negócios, artes, sociedade civil, etc. Afirmação da visão e dos Princípios da UPF – Federação para a Paz Universal.

A atuação dos Embaixadores está firmada especialmente no princípio de que a paz vem através da cooperação, da ajuda mútua, e da superação das fronteiras da etnia, da religião e da nacionalidade, considerando que todos fazemos parte de uma grande família humana.

Para acessar meu artigo publicado no Portal Administradores:

http://www.administradores.com.br/mobile/artigos/empreendedorismo/cooperativismo-e-reconhecido-pela-upf-federacao-para-a-paz-universal-orgao-internacional-lidado-a-onu/106157/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s